17/04/2021 +55 (83) 988111301

Bayeux

frente

FEDENTINA SUSPEITA NO LIXO DE BAYEUX: Empresa 'bichada' e envolvida em irregularidades vai receber R$ 800 mil mensais. A empresa anterior recebia R$ 550 mil.

O problema é que durante os meses de janeiro a junho de 2020, ainda na gestão Berg Lima, o pagamento era de R$ 550 mil mensais.

Por Jr Blitz 29/03/2021 às 10:39:22

FEDENTINA SUSPEITA NO LIXO DE BAYEUX: Empresa 'bichada' e envolvida em irregularidades vai receber R$ 800 mil mensais. A empresa anterior recebia R$ 550 mil.


A contratação de empresa para coleta de lixo em Bayeux está envolta em fortes suspeitas de vícios e irregularidades.

Após determinação do Tribunal de Contas do Estado, que identificou erros graves na licitação anterior, a gestão Luciene Gomes/Fofinho, em comum acordo com a empresa MAC, assinou contrato com a LIMP MAX, que já está envolvida em sérias acusações no município do Conde.

Utilizando as brechas do combate à pandemia, dispensaram a licitação e fixaram o absurdo valor de R$ 800 mil mensais para serem embolsados pela sortuda empresa.

O problema é que durante os meses de janeiro a junho de 2020, ainda na gestão Berg Lima, o pagamento era de R$ 550 mil mensais. Nos 3 meses de Kita, a prefeitura pagou R$ 650 mil por mês pela coleta do lixo. E finalmente, nos 4 últimos meses de 2020, a prefeita Luciene Fofinho pagou essa mesma média de R$ 650 mil.

Agora, de repente, sem licitação, contrataram uma empresa por R$ 800 mil, com um aumento de R$ 250 mil em relação ao pagamento efetuado por Berg e de R$ 150 mil em relação ao que era pago por Jefferson Kita,

Como justificar tamanho percentual de aumento? E sem licitação. Ora, se houvesse concorrência, qualquer empresa poderia apresentar propostas menores, com economia para os cofres do município.

Fortes suspeitas de beneficiamento de agentes políticos estão sendo levantadas por toda a cidade. Para proteção das finanças públicas, é necessária a ação enérgica e imediata do Ministério Público e do Tribunal de Contas do Estado.

Não é admissível que os cofres públicos de uma cidade pobre como Bayeux sejam assaltados de forma tão desavergonhada.

Fonte: Blog dos Municipios /Blitzparaiba

Comunicar erro
Comentários