Blitz Paraiba

leia mais:

População de João Pessoa ainda sofre com escassez de gás de cozinha

A previsão é que até o final do mês de junho a maioria dos estabelecimentos retomem a comercialização normal do produto.

Quem precisa do gás de cozinha vai ter que aguentar um período sem o produto em João Pessoa. A retomada da comercialização normal do produto está prevista para final de junho.

Segundo o presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás GLP da Paraíba (Sinregás), Marcos Antônio Bezerra, a distribuição está áquem da demanda. “Estamos recebendo apenas 40 % do consumo diário necessário”, alertou.

A escassez é espelho da diminuição do repasse das distribuidoras, que fazem o processo de aquisição dos produtos direto com a Petrobrás. “O gás vem de navio até o porto de Suape e depois vai para as distribuidoras. Quando essa quantidade no repasse diminui, reflete no consumidor final”, explicou.

A previsão é que até o final do mês de junho a maioria dos estabelecimentos retomem a comercialização normal do produto. “O gás chega e com duas horas acaba, ele está racionado, mas tudo deve se normalizar até o final de junho”, ressaltou.

Paraiba.com/BlitzParaiba

0 Comentários

Deixe o seu comentário!