Blitz Paraiba

leia mais:

Protesto de vendedores ambulantes termina em confusão e tiros de borracha no Centro da capital

O protesto desencadeou numa confusão com empurrões, tiros de borracha e gritaria generalizada

Policiais militares e agentes da Guarda Municipal de João Pessoa estiveram no local para controlar a movimentação (Foto: Reprodução)

Uma mobilização de vendedores ambulantes teve início por volta das 11h desta quarta-feira (10), no Parque da Lagoa, no Centro de João Pessoa. Os manifestantes reclamavam da truculência dos agentes da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), responsáveis por controlar o tráfego na área.

O protesto desencadeou numa confusão com empurrões, tiros de borracha e gritaria generalizada. A Força Tática chegou ao local fortemente armada e agiu com spray de pimenta para debelar a confusão que se instalou entre os ambulantes e a Guarda Municipal. Muitas pedras foram lançadas.

O shopping Lagoa e outros comerciantes fecharam as portas com medo da confusão se tornar ainda maior. Ambulantes dizem que não iniciaram a confusão e negam ter agredido com pedras a Guarda Municipal.

De acordo com o comandante da Guarda Municipal, um dos ambulantes jogou uma pedra que por pouco não atingiu um PM e que a polícia precisou interferir não contra os camelôs, mas contra os vândalos. Já a presidente da associação dos ambulantes disse que a Guarda incitou a confusão e reclamou de a polícia estar apontando armas de fogo para os manifestantes.

Leia mais: Ambulantes bloqueiam trânsito no Centro em protesto contra truculência da prefeitura

Policiais militares e agentes da Guarda Municipal de João Pessoa estiveram no local para controlar a movimentação e entraram em conflito com os manifestantes. Houve troca de empurrões e agressões.

Duas pessoas foram detidas.

ClickPB/BlitzParaiba

0 Comentários

Deixe o seu comentário!